Arquivo do mês: fevereiro 2011

Guia de Coleção: Zelda Ocarina of Time

Aproveitando que o blog está nesse clima “Zelda” esta semana, e como o Gametrailers.com fez um excelente episódio de Pop Fiction dedicado ao mito da música do Fire Temple, aí vai um pequeno guia sobre as diferentes versões deste que é um dos melhores jogos de Nintendo 64 todos os tempos: “The Legend of Zelda: Ocarina of Time”.

Lançado em 1998, o jogo teve uma tiragem limitada com o cartucho dourado e a caixa um pouco diferente, para as pessoas que fizessem pré-compra. Esta versão tem um preço superior à versão normal.

Existe ainda nos EUA a versão normal com cartucho cinza e a versão Player’s Choice, com algumas diferenças na caixa e cartucho. No restante dos países da América diferentes variações existem, como por exemplo a versão canadense com a caixa bilíngue (inglês e francês), a versão mexicana (manual em inglês e espanhol), além da versão brasileira lançada pela Gradiente.

A Europa e Japão seguem o mesmo padrão, com versão dourada e convencional. A versão dourada européia é especialmente rara, valendo algumas centenas de dólares.

Ocarina of Time foi lançado para Gamecube em três oportunidades diferentes:

– Na compilação “Zelda Collectors Edition” (ou “Zelda Collection” no Japão), contendo os jogos completos “Ocarina of Time”, “Majoras Mask”, os dois primeiros Zeldas para NES, além de um demo jogável de “Zelda: Wind Waker”.

– Em “Zelda Ocarina of Time – Master Quest”, contendo o jogo original e a versão “Master Quest”, com a dificuldade aumentada, alguns itens em locais diferentes, etc.

– Esse mesmo “Master Quest” foi dado de brinde num pacote com “Zelda Wind Waker”, para quem fizesse a pré-compra do jogo (EUA e Japão).

Diferenças no jogo:

Além das diferenças estéticas, interessante para colecionadores, o game tambem tem algumas diferenças mínimas no gameplay, de acordo com o zeldaspeedruns.com:

Três revisões distintas foram lançadas (1.0, 1.1 e 1.2), podendo ser diferenciadas por um número no label do cartucho, indicado na foto abaixo.

Por exemplo nas versões americanas:

1.0: NUS-CZGE-USA

1.1: NUS-CZLE-USA

1.2: NUS-CZLE-USA (01)

Todos os cartuchos dourados são a versão 1.0. Os cartuchos cinza podem ser de qualquer versão, embora a versão cinza 1.0 seja raríssima. Mas afinal, quais as diferenças?

A versão 1.0 tem alguns bugs a mais. (Mas não são bugs relevantes).

A versão 1.1 tem algumas correções de bugs. Tanto a versão 1.0 como a 1.1 tem uma versão diferente da música do Fire Temple, com canto e mais assustadora.

A 1.2 tem menos bugs e o sangue do Ganon é verde. Além da música do Fire Temple alterada.

Interessante notar a diferença na música. Boatos dizem que a alteração foi devido a semelhança da música original com um canto islâmico, e como a Nintendo não quer problemas, alteraram a música o quanto antes.

Versão original (1.0 e 1.1):

Versão alterada (1.2):

Todas as versões européias e todas as versões de Gamecube, independente da região, são 1.2.

Deixe um comentário

Arquivado em Coleção, Gamecube, Guia, Nintendo 64

Feliz aniversário, Link!

Lançado no Japão no dia 21 de fevereiro de 1986, há exatos 25 anos atrás, The Legend of Zelda rapidamente se tornou um “hit” no Nintendo Entertainment System, e é sem dúvida um dos jogos que definem o sistema.

A série, é claro, é um dos maiores sucessos da Nintendo, com dezenas de jogos ao longo dos anos, passando pelo NES, Super Nintendo, Game Boy, Game Boy Color, Nintendo 64, Game Boy Advance, Gamecube, Nintendo DS, Wii, e é claro, Philips CD-i.

Embora as palavras “CD-i” e “sucesso” não devem nunca estar juntas na mesma frase. Mas isso é outra história.

Feliz aniversário, Link! Muitos anos de vida!

Deixe um comentário

Arquivado em Cartão, Game Boy, Game Boy Advance, Gamecube, NES, Nintendo 64, Nintendo DS, Notícias, Philips CD-i, Super Nintendo, Wii

Ahhh, uhhhh, ooooh

Aparentemente, uma moça gemendo e grunhindo foi o melhor jeito de se vender Zelda: Ocarina of Time no Japão…

É, estou longe de entender o oriente.

Deixe um comentário

Arquivado em Nintendo 64, Propagandas, Vídeo

Red Dead Ridiculousness

Sketch do Mega64 sobre o game Red Dead Redemption (X-Box 360 e PlayStation 3), originalmente postado no youtube pela IGNentertainment.

Deixe um comentário

Arquivado em Humor, PlayStation 3, Vídeo, X-box 360

Review: Brave Fencer Musashi (PlayStation)

Resenha do clássico de PlayStation “Brave Fencer Musashi“, lançado originalmente em 1998 pela Square.

Deixe um comentário

Arquivado em PlayStation, Review, Vídeo

Será que assim o tempo passa mais rápido?

Em 1994 a Sega lançou um dos melhores jogos para Mega Drive: Sonic & Knuckles. E como é comum nos EUA, um pequeno brinde foi oferecido para aqueles que fizessem a pré-compra do jogo: um relógio de pulso do game.

Relógio de pulso Sonic & Knuckles

Relógio de pulso Sonic & Knuckles

O relógio está longe de ser um simples relógio vagabundo de criança: Tem uma pulseira de plástico de boa qualidade, analógico a quartzo e movimento suiço.

Um item interessantíssimo para colecionadores de Sonic.

Deixe um comentário

Arquivado em Coleção, Mega Drive

Happy Valentine’s Day

Deixe um comentário

Arquivado em Cartão, etc